Casos de medicamentos desperta interesse da imprensa do Estado

A reportagem da TV Gazeta esteve em Mantenópolis e na Secretaria de Saúde e no Ministério Público em busca de informações sobre o caso dos medicamentos que foram separados para incineração. A reportagem da Rádio Transason fm também esteve presente para falar com a secretária Eucilene Teixeira de Siqueira, mas ela não foi encontrada. Fomos informados que Eucilene estaria viajando a trabalho, o promotor de justiça Dr. Isaias Antônio de Souza, também foi procurado, mas não estava presente, segundo informações de sua secretária, Dr. Isaias estava cumprindo compromisso fora do município. Dr. Isaias foi acionado por telefone pelo repórter da TV Gazeta e falou sobre o caso. Segundo o promotor, até o presente momento já tenham tido catalogado 90% dos medicamentos um total de mais de 16 mil unidades de remédios com data de validade vencida, entre um dos mais usados, sulfametazol, dipirona (3 mil unidades) e propranazol (1105 caixas). Um dos medicamentos, o cloritromicina que é comercializado pelas farmácias por um valor de aproximadamente 60 reais. E ainda de acordo com Dr. Isaias a secretária de saúde tem um prazo de 05 dias para apresentar notas fiscais. A matéria feita pela TV Gazeta, foi ao ar nesta terça feira no Espírito Santo notícias e foi reprizada no Espírito Santo notícias 2ª edição.