Casos de corrupção em prefeituras mancham o Espírito Santo

Denúncias recentes de casos de corrupção em prefeituras do Espírito Santo demonstraram novamente a necessidade de vigilância constante por parte dos órgãos de controle e da sociedade sobre nossos governantes. Não há um remédio definitivo, pois a corrupção é um mal que precisa de controle e prevenção. Entendemos que a participação efetiva dos jovens na política, a conscientização e o esclarecimento são boas formas de alcançarmos algum êxito nesse combate. A atuação das polícias e do Ministério Público também merecem destaque, pois apesar de lamentarmos a quantidade de casos, o combate por parte desses orgãos tem se mostrado efetivo e contínuo.

Relembre os casos noticiados pela imprensa local:

LINHARES: o prefeito Guerino Zanon chegou a ter o mandato cassado pela justiça por desvio de verbas em Março deste ano. Zanon está sendo acusado pelo Ministério Público de ter repassado mais de R$ 2,4 Milhões para uma faculdade particular pertencente à sua família. O prefeito recorreu e continua no cargo, afirmando que o Programa de Bolsas beneficiou os alunos.

SANTA LEOPOLDINA: O prefeito Ronaldo Prudêncio teve o mandato cassado em Maio por envolvimento num esquema de fraude em licitações deflagrado pela operação “Moeda de Troca” da Polícia Federal. Junto com o prefeito, 11 pessoas foram acusadas de participar do esquema. O caso de Santa Leopoldina chama a atenção porque há relações comerciais entre empresários presos na operação com outros 22 municípios e com o Governo do Estado.

PEDRO CANÁRIO: O Vice-Prefeito Antônio Wilson Fiorot foi cassado em Maio deste ano pela Câmara por passar mais de 15 dias afastado da prefeitura, ferindo a lei orgânica do município. A acusação é de que o político acumulava funções e se ausentava sem permição da Câmara Municipal.

FUNDÃO: doze pessoas, entre empresários, secretários e vereadores, foram presas num esquema de fraude em licitações no município. A Transparência Capixaba divulgou nota sobre o caso e oprefeito se disse “surpreso” sobre a prisão de autoridades sob sua administração.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

MANTENÓPOLIS: O prefeito Eduardo Alves Carneiro foi notificado ontem, dia 1º de Dezembro e agora, terá 15 dias para, apresentar defesa contra o pedido de afastamento protocolado pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo, através da procuradoria geral de justiça.

De acordo com o pedido da procuradoria geral de justiça que será julgado pelo tribunal de justiça do Espírito Santo, foram devidamente comprovadas, a teor dos depoimentos e da documentação, que atestam a participação direta do prefeito municipal de Mantenópolis nas falsificações e nas fraudes praticadas a fim de direcionar o processo licitatorio n° 009/2010. E que causaram prejuízo aos cofres públicos municipais, tendo em vista que o processo licitatorio não foi feito da forma legal, mas sim direcionando, burlando as regras importas na lei de licitações.

ARACRUZ: o prefeito Ademar Devens e o Secretário de Obras Heitor L. Rampinelli Neto foram afastados do cargo pelo juizado dos feitos da Fazenda por denúncias de envolvimento em superfaturamento na Secretaria de Educação. Após seis meses, o prefeito retornou ao cargo, mas teve o pedido de trancamento da ação penal negado pela justiça. Recentemente, uma ação de despejo truculenta que resultou em mortes no município também foi noticiada pela imprensa e revoltou os movimentos de direitos humanos.

PRESIDENTE KENNEDY: município que mais se beneficia dos royalties de petróleo no ES, Presidente Kennedy é frequentemente alvo de dúvidas sobre a qualidade da aplicação desses recursos. Em Abril deste ano, o Prefeito Reginaldo Quinta foi acusado de ter recebido R$ 50 mil de empresas envolvidas na Operação Moeda de Troca. Além do chefe do executivo, o Secretário de Transportes Elion Rosa confessou ter recebido R$ 100 mil oriundos de cobrança de propina. O dinheiro estava em um carrro oficial da Secretaria.

(Atualizado em 05/06APIACÁ: a justiça impediu a Câmara do município de investigar sete supostos casos de irregularidades na gestão do prefeito Humberto de Souza. Entre as irregularidades, os vereadores apontam interferência do Vice-Prefeito de Presidente Kennedy na gestão da cidade.

(Atualizado em 05/06): o Jornal A Gazeta publicou um levantamento com os escândalos políticos dos municípios capixabas. A reportagem informa que nove municípios desde 2008 foram alvos de denúncias de corrupção em suas prefeituras e que seis prefeitos perderam os cargos.

Este post tem o intuito de não deixar esses casos caírem no esquecimento e é resultado de pesquisas em jornais locais. A atualização constante pode ser realizada com a ajuda de internautas. Todos podem enviar colaborações (denúncias que foram veiculadas pela mídia ou decisões judiciais fundamentadas) para nosso e-mail: transcapjovem@gmail.comFaça a sua parte!

O direito de resposta será dado a todos aqui citados e que desejarem divulgar suas explicações à sociedade capixaba.