Bebê de três meses morre e pai quebra equipamentos de hospital

Um bebê de três meses morreu na madrugada do último domingo 21/10, no Hospital Estadual Sílvio Avidos, em Colatina, Noroeste do Estado. A família acusa o hospital de negligência no atendimento. Revoltado, o pai da criança invadiu a unidade e quebrou portas e equipamentos.

A criança foi identificada como Larice dos Santos Oliveira Porto. De acordo com a avó, Vera Lúcia Oliveira, ela entregou o bebê para uma enfermeira, mas os funcionários disseram que não havia médico na unidade. “A doutora demorou a chegar e, quando chegou, ficou um tempo dentro do hospital. Depois vieram com a notícia que ela tinha falecido”, contou.

Ao saber da morte da filha, o pai ficou revoltado e entrou no hospital. Já dentro da unidade, ele quebrou duas portas, um computador e um equipamento para visualizar raio-x. A Polícia Militar foi acionada e conseguiu conter o homem.

A criança havia sido diagnosticada com infecção intestinal quando a família procurou o hospital na última quinta-feira. Na ocasião, de acordo com a mãe, Aline Medeiros dos Santos, o médico passou uma medicação, mas a menina continuou a ter febre alta.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

O sepultamento ocorreu às 9h, no cemitério do bairro São Vicente, em Colatina. Segundo a delegada de plantão, Juliana Saadh, um inquérito deverá ser instaurado depois que o laudo com a causa da morte da criança ficar pronto. “Somente com o laudo vamos saber se o bebê tinha chance de sobreviver caso o atendimento não tivesse sido prorrogado”, informou.

Sobre os estragos no hospital causados pelo pai do bebê, a delegada disse que uma perícia será feita no local. No entanto, ela não acredita que o homem responderá pelos danos.

A direção do Hospital Estadual Silvio Avidos informou que, por volta de 2 horas de domingo, a mãe foi ao pronto-socorro da unidade. Ao ser informada de que a filha seria atendida por um clínico, ela foi embora e, por isso, a filha não foi atendida. Às 6h, ela retornou com o bebê em estado muito grave. A equipe médica realizou todos os procedimentos e, às 7h, ela foi a óbito. O corpo foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbito para investigar a causa da morte.