Assédio e ciúmes: dois lavradores são mortos no Noroeste do Estado

Os efeitos do ciúme tiraram a tranqüilidade do pacato município de Itarana, no Noroeste do Estado. Dois lavradores acabaram mortos – um, a tiros, outro, com golpes de facão – depois de um deles tentar assediar a mulher do outro. O crime aconteceu por volta das 13h desta sexta-feira (4) na comunidade de Alto Limoeiro de Santo Antônio, na zona rural. De acordo com a Polícia Militar, o lavrador Valdemar Alves de Souza, 54 anos, foi à casa de Renilda Plaster de Souza, 50 – que estava sozinha no momento, manhã de sexta-feira -, e começou a assediá-la com palavras do lado de fora da moradia.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

A mulher, então, fechou todas as portas e janelas da residência e fingiu estar conversando com o marido. Algum tempo depois, Valdemar desistiu do assédio e foi embora. Quando o marido de Renilda – o lavrador Sebastião Félix de Souza, 32 – chegou em casa, por volta da hora do almoço, ela contou para ele sobre o assédio que havia sofrido. Segundo a PM, Sebastião chamou o irmão, Idiomar Félix de Souza, 25.

Ambos se armaram com facões e, em companhia de Renilda, foram até a casa de Valdemar para tirar satisfações sobre o caso. Eles chegaram à casa e chamaram por Valdemar, porém, armado com um revólver e, logo que abriu a porta, ele disparou um tiro na cabeça de Sebastião. O lavrador morreu no local. Renilda e Idiomar entraram em luta contra Valdemar e conseguiram desarmá-lo.

Depois, segundo a PM, eles desferiram golpes de facão contra Valdemar, que também morreu no local. Segundo a PM, Renilda foi detida logo depois do crime, mas o delegado a liberou por entender que ela agiu em legítima defesa. Os dois facões utilizados também foram apreendidos. Idiomar fugiu e ainda não foi encontrado pela polícia. A arma de fogo também não foi localizada. Os corpos das vítimas fatais foram levados para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina.