Alunos de Medicina fecham faculdade em protesto, em Colatina

De jalecos brancos e narizes de palhaço, mais de 100 alunos do curso de Medicina do Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc), faculdade particular situada em Colatina, fecharam as entradas da instituição durante a tarde desta quinta-feira (3) em protesto à pouca quantidade de estudantes beneficiados pelo Financiamento Estudantil (Fies), do Governo Federal.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Uma dos organizadores da manifestação, o estudante de Medicina Jorge Meneguci, 20 anos, afirma que dos 120 alunos da turma dele – o 1º período -, apenas sete foram beneficiados pelo financiamento federal. “Quando abriram as inscrições, na quarta-feira da semana retrasada, em menos de um minuto, acabaram. Muitos alunos já desistiram do curso e alguns ameaçam sair devido ao alto valor da mensalidade: mais de R$ 3.400,00”, afirmou.

Meneguci contou que a turma reivindicou reunião para conversar com o reitor da Unesc, mas ela ainda não foi atendida, pois eles foram informados que ele estaria em Vitória nesta quinta. “Além do Fies, esta manifestação é para criticar a forma de comunicação da Unesc com os estudantes”, disse.

A assessoria de imprensa da Unesc informou que a instituição conversou com os alunos e esclareceu que a faculdade não pode interferir na quantidade de financiamentos concedidos, já que os benefícios são disponibilizados apenas pelo Governo Federal. No entanto, os alunos continuam os protestos durante a noite desta quinta – porém, sem fechar as catracas.