Alta velocidade ou cochilo ao volante podem ter sido as causas do acidente

A Polícia Rodoviária Federal de Teixeira de Freitas, na Bahia, aponta duas hipóteses para o acidente envolvendo o carro onde estavam os cinco jovens de São Mateus que seguiam para Prado, na Bahia. O motorista teria dormido ao volante ou estava em alta velocidade quando passou pelo local, perdendo o controle do veículo.

A informação é do inspetor Liomário dos Santos Filho, chefe do posto da Polícia Rodoviária Federal de Teixeira de Freitas (BA) e um dos primeiros a chegar no local do acidente na noite desta quarta (24).

O inspetor conversou com a reportagem da Rádio CBN, na madruga desta quarta, quando acompanhava o trabalho de remoção dos corpos e do carro que ficou submerso no rio. Ele contou que o corpo que foi lançado para fora do carro era do jovem que sentava no banco do carona. Só foi possível confirmar a localização dos outros quatro após o carro ser içado para as margens do rio.

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

Carro de jovens desaparecidos encontrado submerso em Mucuri, Bahia.

O trabalho de retirada do carro e das outras vítimas foi realizado com o auxílio de mergulhadores do Corpo de Bombeiros baiano. Os profissionais trabalharam ao longo da madrugada, já que o lugar é de difícil acesso. Os corpos das vítimas foram levados para identificação no Instituto Médico Legal (iML) de Teixeira de Freitas, também no Sul da Bahia

“Logo quando chegamos vimos o corpo de um dos rapazes do lado de fora do veículo. Nas margens do rio. Até então não era possível visualizar se os outros quatro estavam dentro do carro, já que o veículo estava submerso e de ponta cabeça. Só depois de puxar o carro para a margem foi possível vê-los. Todos estavam presos no cinto de segurança”, destacou.

Segundo o inspetor, a causa da morte só será confirmada após a autópsia no corpo. “Vamos saber se eles morreram pelo impacto da batida ou por afogamento”, disse.