Ação Civil Pública contra contratação irregular pelo Prefeito de Pancas

Continua depois da Publicidade

Powered by WP Bannerize

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Pancas, propôs Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa, com pedido liminar, em face do prefeito de Pancas, Luiz Pedro Schumacher e da empresa Ramalhete Contabilidade e Consultoria Ltda.O motivo foi a constatação de irregularidades na licitação realizada pelo município para contratação de empresa de assessoria e consultoria na área contábil, para atender a diversas Secretarias do município.

Desta forma, o MPES requer a indisponibilidade dos bens dos requeridos e suspensão do contrato administrativo feito com a empresa requerida.