A partir da semana que vem, o Espírito Santo não deverá mais ter municípios com risco baixo para o coronavírus

A partir da semana que vem, o Espírito Santo não deverá mais ter municípios com risco baixo para o coronavírus, conforme classificação da matriz de risco do Governo do Estado. Isso significa que todo o estado terá algum tipo de restrição em suas atividades econômicas, dependendo do tipo de classificação que atingir na próxima semana.

Continua depois da Publicidade

O anúncio foi feito no final da tarde desta quarta-feira (03) pelo governador Renato Casagrande, em um pronunciamento feito em suas redes sociais. O governador explicou que esse novo cenário ocorrerá caso o Espírito Santo permaneça com mais de 80% de ocupação de leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19. 

Conforme a matriz de risco, nos municípios com risco moderado da doença o comércio é autorizado a funcionar somente de segunda a sexta-feira. Já nas cidades onde o risco é alto, esse funcionamento ocorre nos mesmos dias, mas de maneira alternada entre os segmentos.

Casagrande informou que o Governo do Estado ainda está definindo as medidas que deverão ser adotadas no caso dos municípios capixabas que atingirem o risco extremo da covid-19. Até o momento, nenhuma cidade do estado atingiu esse estágio, o que deverá ocorrer caso a taxa de ocupação de leitos para pacientes com coronavírus, em todo o Espírito Santo, chegue a 91%.

Devido às mudanças previstas para a classificação dos municípios capixabas na semana que vem, o governador se reunirá com os prefeitos do estado na manhã da próxima sexta-feira (05), para apresentar a eles esse novo cenário. Também está prevista uma reunião com o Ministério Público Estadual, já nesta quinta-feira (04), para expor o cenário da matriz de risco desta semana e também a provável situação da semana que vem.